Navegue!

3.8.13

Um Tour Pelo Japão: Kobe



~Yoo minna como vão? Espero que bem. ^0^
Desculpem-me muuuito ontem por não postar logo, o clima tava super pesado aqui em casa entre a família inteira. Meu pai teve ataque de nervos por minha mãe não chegar logo em casa, depois minha mãe se irritou e senti cheiro de treta e depois desliguei o computador já que iria levar uma bronca mesmo por "não estar fazendo nada e ficar só nesse computador", aí discuti com meu irmão e todo mundo não falou com ninguém até dormir e acordar com todos na mesa... minha família é estranha... O.o
 Fazendo a minha dica de semana passada para volta às aulas?! Funciona!
Mas okay, atrasamos o voo de ontem, mas a viagem para Kobe ainda está de pé! Conheça um pouco sobre essa cidade turística do Japão com clima ocidental!


Bem, as características dessa cidade tranquila com avenidas e ruas arborizadas, além da moda, arquitetura e gastronomia vêm desde o século XIX, quando seus portos foram abertos para os navios estrangeiros, a primeira vez depois que o Japão ficou trezentos anos isolado com o resto do mundo.

Em Kobe você encontrará o resultado dessa primeira comunicação com os estrangeiros ao andar pela região de Kyukyoryuchi (nem me pergunte como se pronuncia), onde pode-se ver prédios antigos em estilo ocidental. Isso porque em 1968 o Japão decidiu construir esses edifícios para abrigar empresas, consulados, escritórios financeiros estrangeiros que depois deu lugar às japonesas que formam hoje, o maior centro comercial e financeiro do Japão.

Hoje nessa região os prédios estão sendo revalorizados, pois na Segunda Guerra Mundial cerca de 70% da área foi destruída além do terremoto de 1995. Os prédios estão sendo transformados em shoppings e lojas de luxo, atraindo vários turistas como nós. hehe'


Como eu disse, em 1968 grandes estrangeiros vieram a Kobe e só podiam residir na região de Kyukyoryuchi, mas depois deixaram residir no mais cobiçado bairro, Kitano, que fica em uma encosta de uma montanha verdejante dando uma bela vista para o mar. 

Em Kitano ainda há grande presença do ocidente, predominando casas ocidentais antigas em perfeitas condições abertas ao público. Nessas casas, hoje funcionam museus, lojas e restaurantes. Duas casas são bem famosas por lá, uma construída por um alemão, Kazamidori no Yakata, e outra que ficava em Kyukyoryuchi e depois transferida para Kitano, Uroko No Ie. Ambas apresentam ares europeus e de luxo.

Kazamidori no Yakata

A comida por lá tem grande predominância ocidental. Se quiser experimentar visitar um restaurante com comida chique em um prédio antigo e de luxo, vá até o Kyukyoryuchi Jyugobankan que foi construído em 1808 para servir como um Consulado dos Estados Unidos. No terremoto de 1995 o prédio foi destruído completamente e três anos depois reconstruído como o prédio original. O restaurante funciona das 11:30 até às 14:00 para almoço, depois às 17h para o café e fica aberto das 17:30 até às 20:00 para jantar.

Outro restaurante é o EH BANK onde funcionava um banco e que um enorme cofre ainda está no prédio. O restaurante funciona de segunda à sexta das 11:30 às 17:00 e de sábado e domingo das 11:30 às 15:00.

Doces originais do Kyukyoruyuchi Jyugobankan ~nham nham

Sua acomodação será perfeita em um hotel de quatro estrelas com um clima oriental, só para descontrair do clima ocidental da cidade. O hotel Takayamaso Hanano oferece quartos tradicionais, com cama de casal ou com sofá cama japonês, todos incluem banheiro privativo e secador de cabelo. O hotel oferece estacionamento gratuito e spa completo. O restaurante oferece café da manhã e jantar com a culinária típica japonesa. O preço é a partir de R$1.060,00 e varia de acordo com sua estadia no hotel.

Imagem do Takayama So Hanano, Kobe (e arredores)

Uma forma mais barata de aproveitar a cidade é pegando o shinkansen e ônibus. O City Loop passa pelos principais pontos turísticos da cidade e custa 250 yens para adultos e 130 yens para crianças, um passe para o dia inteiro custa 650 yens adulto e 330 yens crianças.

Na minha opinião visitar essa cidade não vai valer a pena. Lógico que a arquitetura é belíssima, mas isso você vai encontrar em qualquer cidade europeia! Quem vai visitar o Japão quer ver Japão e não a cidade que mora, por isso mencionei esse hotel, pra esquecer um pouco do clima ocidental. Mas tudo bem, minha opinião, deixe a sua nos comentários!


~Bye!

3 comentários:

  1. Uhm, para ser sincera até acho que essa cidadezinha deve ser engraçada de visitar *-*

    Kiss~

    from Niik ll Letter of Pain (perfil)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, pensando bem sim! >.<
      Amo casas antigas *--*

      Excluir

Gostou? Reaja e comente!